domingo, 7 de abril de 2013

salvador

 

senhor do bonfim, tenho ainda tantos sonhos em mim...

4 comentários:

  1. gostei das fotos, um olhar atento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha quem falo, um excelente fotógrafo, com uma sensibilidade sem igual!

      Obrigada!

      ;))

      Excluir

  2. :)

    Em Setúbal há uma zona que se chama de Bonfim: a Capela do Senhor do Bonfim, o estádio do Bonfim, o Jardim do Bonfim. Vi que realmente esta tradição do Senhor do Bonfim foi levada de Setúbal para aí. A tradição das fitinhas também é muito interessada: depois de feito o pedido é conservá-la até cair por si, não é?

    Gostei muito, minha amiga. Justifica-se o nome deste teu blogue, 'nem tudo é deserto'. Aqui nada é 'inocente'. As tuas fotos fazem-nos sempre rebuscar na memória as pedras que foram sendo deixadas nos caminhos da História.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Olinda, damos três e fazemos três pedidos, e até que se cumpram a fitinha fica em nosso pulso, estou com uma vermelha, bem viva, bem cheia de vida e muitos pedidos ao Senhor do Bonfim, rs.
      Não dá para contarmos a nossa História, ignorando a vossa e dos africanos, tudo o que fazemos e ou vivemos aqui, têm o amálgama de nossa ancestralidade, esse entrelace indígena (nativo), luso e africano...

      Pois sim, quando tive a ousadia de criar esse blogue, eu própria estava vivendo o meu deserto, e tinha ao longo do meu percurso, meus oásis para breves refrigérios. Foi mesmo por uma questão pessoal... E então fui gostando de brincar com as imagens, sem a preocupação dos profissionais, de buscar o melhor ângulo, a melhor luz, os efeitos mirabolantes e outros "quemais", optei pela simplicidade, reconhecendo humildemente meu amadorismo, rs

      Fico feliz demais com a sua leitura e com a sua sensibilidade, mas aí estás, Olinda, sempre sensata, sensível e atenta, obrigada, amiga, um beijão e um dia lindo para ti!

      ;))

      Excluir